Vacina Bopriva

Clique no botão ao lado para assistir o video relacionado ao produto.

Assistir Video

Vacina Bopriva

Código: F3CASTKW2 Marca:
Selecione a opção de Embalagem:

USO VETERINÁRIO BOPRIVA – Imunocastrador para bovinos, é uma vacina capaz de estimular o sistema imunológico do animal a produzir anticorpos específi cos contra o fator liberador de gonadotrofi nas (GnRF). Esse efeito inibe a função testicular e cessa a produção de testosterona por bovinos machos adultos inteiros. De forma semelhante, a vacinação de fêmeas bovinas adultas resulta na supressão da atividade ovariana, levando à inibição temporária do comportamento associado ao estro. Descrição do produto: BOPRIVA – Imunocastrador para bovinos, é uma vacina para uso em bovinos adultos inteiros, machos ou fêmeas, como alternativa para a diminuição da testosterona no macho, e do comportamento associado ao estro nas fêmeas. BOPRIVA- Imunocastrador para bovinos, provoca a diminuição dos hormônios sexuais circulantes através da indução da resposta imune contra o GnRF (Fator liberador de gonadotrofi nas), substância endógena responsável pelo estímulo à produção dos hormônios sexuais. Composição: BOPRIVA- Imunocastrador para bovinos, é uma vacina constituída de um análogo de GnRF ligado à uma proteína carreadora. É adicionado à vacina um adjuvante sintético aquoso que aumenta o nível e duração da imunidade. Cada mL da vacina fornece 400 μg do conjugado de GnRF e proteína carreadora . Contém ainda thimerosal (0,10 mg). Indicações: Machos: BOPRIVA- Imunocastrador para bovinos, é indicada para a indução de anticorpos contra GnRF de forma a produzir uma supressão imunológica temporária da atividade testicular de bovinos adultos inteiros. A vacina é uma alternativa à castração cruenta na redução dos níveis séricos de testosterona. A imunidade se estabelece em 1 (uma) ou 2 (duas) semanas após a aplicação da segunda dose da vacina. Podem ser aplicados reforços adicionais se for desejado um período maior de supressão da atividade testicular. Fêmeas: BOPRIVA- Imunocastrador para bovinos, é indicada para a indução de anticorpos contra GnRF, pois através da inibição deste composto, provoca também a inibição indireta dos hormônios LH (Hormônio Luteinizante) e FSH (Folículo estimulante). BOPRIVA produz supressão imunológica temporária da função ovariana, resultando na supressão temporária dos níveis de estrógeno e progesterona nas fêmeas bovinas adultas vacinadas. A atividade normal do ciclo estral começa a diminuir ou cessa aproximadamente 2 semanas ( 14 dias) após aplicação da segunda dose da vacina. A imunidade se estabelece nas fêmeas aproximadamente 1 (uma) a 2 (duas) semanas após a segunda dose da vacina. Na maioria das fêmeas, a supressão do comportamento estral deve durar no mínimo 16 (dezesseis) semanas após a segunda aplicação. Podem ser aplicados reforços adicionais se for desejado um período maior de anestro. Modo de Uso, Via de Aplicação e Dosagem: A vacina pode ser administrada em machos a partir dos 13 meses de idade e em fêmeas a partir dos 15 meses de idade. 1. Administrar assepticamente 1 mL da vacina por via subcutânea; 2. A primeira dose deve ser administrada no mínimo 4 (quatro) a 5 (cinco) semanas antes do período em que o efeito é desejado; 3. Administrar a segunda dose no mínimo 3 (três) semanas após a primeira dose; O reforço pode ser feito conforme tabela abaixo, resultando em diferentes períodos de duração de imunidade: Intervalo entre aplicações Duração mínima da imunidade (1ª e 2ª dose) após a segunda dose 3 a 4 semanas 12 semanas 8 semanas 16 semanas 12 semanas 20 semanas As recomendações de uso e momento das administrações devem ser seguidas rigorosamente para assegurar o desenvolvimento do efeito ótimo e minimizar danos à carcaça. Imunidade efetiva (desenvolvimento de anticorpos anti-GnRF) se desenvolve aproximadamente aos 7-14 dias após a segunda dose. Atenção: A auto-injeção acidental pode afetar a fertilidade tanto nos homens como nas mulheres, inclusive de fetos no caso de grávidas. A injeção acidental pode provocar atrofi a dos órgãos reprodutivos. Cuidados devem ser tomados para evitar auto-injeção acidental. Na eventualidade de auto-injeção acidental procurar assistência médica imediatamente. Não deve ser usado em animais de reprodução. Vacinação acidental de machos e fêmeas reprodutores pode afetar a fertilidade. Precauções: 1. Conservar em temperatura de geladeira entre 2ºC e 8ºC. Prolongada exposição a temperaturas mais elevadas pode afetar adversamente a potência da vacina. Não congelar. 2. Conservar o produto em sua embalagem original para proteção contra luz solar. 3. Usar todo conteúdo do frasco após aberto. 4. O produto não deve ser usado em animais destinados à reprodução. A vacinação acidental de rebanhos de reprodução afeta negativamente a fertilidade. 5. Vacinar apenas animais sadios. 6. Esse produto tem mostrado ser efi caz em animais sadios. Uma resposta imune pode não ser induzida se o animal estiver incubando uma doença infecciosa, se estiver mal nutrido ou parasitado, estressado devido a transporte ou condições ambientais adversas, animais imunocomprometidos, ou se a vacina não for administrada de acordo com as recomendações de bula. 7. Aplicar a vacina utilizando agulhas estéreis, higienizar o local de aplicação. Período de carência: Não há necessidade de período de carência dos animais vacinados destinados ao abate. IMUNOCASTRADOR PARA BOVINOS Efeitos adversos: Podem ocorrer inchaços passageiros no local de aplicação, mesmo após a 5ª semana da vacinação, regredindo em até 3 a 5 semanas. Animais vacinados podem apresentar febre passageira que desaparece em 2 a 3 dias. Como todas as vacinas e outros produtos biológicos, anafi laxia pode ocorrer após o uso deste produto. Nestes casos, medicar os animais com epinefrina ou equivalente e fornecer tratamento sintomático ao quadro clínico. A vacina não interfere no ganho de peso dos animais inteiros vacinados quando comparado aos animais castrados cirurgicamente. Manter fora do alcance de crianças e de animais domésticos. Venda sob prescrição obrigatória e aplicação sob orientação do Médico Veterinário. PRODUTO IMPORTADO

  • A vacina para imunocastração de bovinos é capaz de estimular o sistema imunológico do animal a produzir anticorpos específicos contra o fator liberador de gonadotrofinas (GnRF). Esse efeito inibe a função testicular e cessa a produção de testosterona por bovinos machos adultos inteiros.De forma semelhante, a vacinação de fêmeas bovinas adultas resulta na supressão da atividade ovariana, levando à inibição temporária do comportamento associado ao estro.

  • Machos: é indicada para a indução de anticorpos contra GnRF de forma a produzir uma supressão imunológica temporária da atividade testicular de bovinos adultos inteiros. A vacina é uma alternativa à castração cruenta na redução dos níveis séricos de testosterona. A imunidade se estabelece em uma ou duas semanas após a aplicação da segunda dose da vacina. Vacina indicada também para melhoria de qualidade de carcaça em bovinos machos inteiros.
    Podem ser aplicados reforços adicionais se desejado um período maior de supressão da atividade testicular.
    Fêmeas: para a indução de anticorpos contra GnRF, pois, por meio da inibição deste composto, provoca também a inibição indireta dos hormônios LH (Hormônio Luteinizante) e FSH (Folículo Estimulante). Bopriva produz supressão imunológica temporária da função ovariana, resultando na supressão temporária dos níveisde estrógeno e progesterona nas fêmeas bovinas adultas vacinadas. A atividade normal do ciclo estral começa a diminuir ou cessa aproximadamente duas semanas (14 dias) após aplicação da segunda dose da vacina. A imunidade se estabelece nas fêmeas aproximadamente uma ou duas semanas após a segunda dose da vacina. Na maioria das fêmeas, a supressão do comportamento estral deve durar no mínimo 16 semanas após a segunda aplicação. Podem ser aplicados reforços adicionais se desejado um período maior de anestro.

     

  • A vacina pode ser administrada em machos a partir dos 13 meses de idade e em fêmeas a partir dos 15 meses de idade.
    Administrar assepticamente 1 mL da vacina por via subcutânea.
    A primeira dose deve ser administrada no mínimo de 4 a 5 semanas antes do período em que o efeito é desejado.
    Administrar a segunda dose no mínimo 3 (três) semanas após a primeira dose.

     

  • Não há necessidade de período de carência dos animais vacinados destinados ao abate.
    Conservar em temperatura de geladeira entre 2 e 8°C. Prolongada exposição a temperaturas mais elevadas pode afetar adversamente a potência da vacina.
    Não congelar.
    Conservar o produto em sua embalagem original para proteção contra luz solar.
    Usar todo o conteúdo do frasco após aberto.
    O produto não deve ser usado em animais destinados à reprodução.
    A vacinação acidental de rebanhos de reprodução afeta negativamente a fertilidade.
    Vacinar apenas animais sadios.
    Bopriva tem mostrado ser eficaz em animais sadios. Uma resposta imune pode não ser induzida se o animal estiver incubando uma doença infecciosa, se estiver mal nutrido ou parasitado, estressado em razão de transporte ou condições ambientais adversas, imunocomprometido, ou se a vacina não for administrada de acordo com as recomendações de bula.
    Aplicar a vacina utilizando agulhas estéreis e higienizar o local de aplicação.

Sobre a loja

Desde 2008 Levando soluções e serviços aos produtores rurais. Suprema Produtos Agropecuários ® Matriz: Alta Floresta/MT Filiais: Apiacás/MT, Colniza/MT, Guarantã do Norte/MT, Juína/MT, Nova Bandeirantes/MT Agro é o Nosso Negocio!

Pague com
Selos
  • Site Seguro

SUPREMA PRODUTOS AGROPECUÁRIOS LTDA - CNPJ: 09.339.893/0001-79 © Todos os direitos reservados. 2021